A USCS (Universidade Municipal de São Caetano) estendeu por mais um ano o contrato com a FGV (Fundação Getulio Vargas) para acompanhar a contratação de PPP (Parceria Público-Privada) para ampliação do campus Barcelona. Essa é a primeira medida deste gênero em tramitação no País.

A prorrogação se deu, segundo a universidade, para o suporte que ainda será dado na última etapa do processo e esse vínculo com a fundação valerá até a assinatura do acordo entre a USCS e a empresa contratada. Conforme informações da autarquia, o procedimento continua em andamento, o que também motivou a dilatação dos termos do convênio.

Neste momento estão sendo realizadas adequações para a futura publicação da concorrência pública. A USCS aguarda a abertura do edital da disputa para que haja definição da empresa contratada para a PPP. O valor do vínculo pode atingir montante de R$ 158,4 milhões pelo período de 20 anos e, assim que o contrato for assinada, as obras podem se encerrar em até três anos. A empresa que vencer o certame administrará locais como bibliotecas, teatros e demais áreas dentro da universidade. Estes espaços poderão ser locados a terceiros pela vencedora em contrapartida. A gestão de tarefas como limpeza, infraestrutura e manutenção também será responsabilidade da empresa que vencer a disputa.

A parte da concorrência pública na qual as empresas irão duelar para firmar o contrato deverá ser realizada somente depois do retorno do reitor Marcos Sidnei Bassi das férias, o que deverá ocorrer em agosto. Bassi acompanha todo o processo desde o começo da proposta.

O terreno fica dentro do campus Barcelona e o projeto prevê a construção de um prédio de três andares e mais outros três no subsolo, onde ficariam os estacionamentos. A ampliação do espaço se deu pela necessidade operacional. Com a chegada dos novos cursos de Odontologia e Engenharia, o fluxo de alunos cresceu, segundo a instituição.

O novo prédio terá capacidade para até 4.900 alunos, em todos os turnos, que serão distribuidos pelos cursos de Direito (1.295 alunos), Engenharia (600) e Pedagogia (600). Há também a previsão de estrutura que comporte associações acadêmicas, lanchonetes, restaurantes, reprografia e copas. Espaços exteriores de estar, assim como locais reservados para atividades esportivas, como mesas de xadrez e tênis de mesa, também estão no projeto.

Com a construção do prédio, a USCS tem o objetivo de aumentar o número de alunos em cerca de 47%.