Na última semana, a empresa Studio G apresentou o menor preço para as obras de reforma e restauração do Theatro D. Pedro na licitação e venceu o pregão. As obras vão custar R$ 1.686.000,00 e devem começar já no segundo semestre desse ano. A maior parte do recurso é proveniente de emendar parlamentar destinada à recuperação do teatro, que é um dos principais equipamentos culturais do município. O valor teto foi de R$ 1.993.927,68 e a licitação foi concluída por 15% a menos do que o previsto. O prédio não passava por grande reforma desde 2003.

Após a assinatura do contrato e a ordem de início de serviços, a empresa tem o prazo de até 180 dias para executar a obra. A expectativa é de que fique pronta no primeiro semestre do ano que vem. No projeto está previsto a revitalização da infraestrutura do prédio histórico, como a revisão das instalações elétricas, recuperação do sistema de ar condicionado, adequação para acessibilidade, conserto de infiltrações, entre outras melhorias. Além disso, a obra contempla a implantação do sistema de prevenção e combate a incêndio e pânico. Duas empresas participaram da tomada de preços.

Inaugurado em 2 de janeiro de 1933 pela família D’Ângelo, atualmente, o teatro conta com 500 lugares divididos em plateia, balcão e camarotes. O teatro foi construído unindo estilos arquitetônicos e decorativos de art nouveau e art déco. A decoração interna reúne estilos geométrico, mitológico e futurista, como flores com corolas viradas para baixo. O espaço passou por pequenas intervenções também entre os anos de 2009 e 2011.