Notícias

Obra da calçadinha da orla parou, mas PMJP garante retomar em 2017

17/11/2016 | |

Publicação do portal Jornal da Paraíba do dia 15 de Novembro de 2016.

Obra da calçadinha da orla parou, mas PMJP garante retomar em 2017

Após quase dois anos de serviço, a troca do piso da calçadinha da praia do Cabo Branco parou – e pouca gente notou ou reclamou – pouco antes da eleição de 2 de outubro último. Faltando quase a um quilômetro para o final. Mas essa obra é feito o sonho de John Lennon. Não acabou. E deve ser retomada em março de 2017, estima o blog, com base em informações recebidas ontem (14) da Prefeitura de João Pessoa.

Cássio de Andrade, secretário municipal de Infraestrutura, explica que a obra parou porque a Prefeitura foi obrigada a fazer nova licitação para a área que falta, 825 metros. “Ao longo da obra, constatou-se que havia mais área do que a metragem prevista no projeto da Secretaria de Planejamento. Como já haviam sido assinado vários aditivos com a construtora, era impossível legalmente celebrar mais um. Por isso, a necessidade de nova licitação”, disse.

Obra da calçadinha da orla parou, mas PMJP garante retomar em 2017

O encontro do novo com o velho piso, em frente à casa de nº 3804 da Avenida Cabo Branco

E o edital dessa nova licitação será lançado já nesta quarta-feira (16), informou por sua vez a secretária Daniella Bandeira, do Planejamento. Presume-se que a empresa vencedora da concorrência celebrará contrato para dar continuidade à implantação do revestimento de blocos de concreto intertravados. O material dura mais, resiste mais e tem porosidade que diminui consideravelmente escorregões e quedas. Especialmente de idosos e outros com dificuldades de locomoção.

Voltando a Cássio Andrade, ele detalhou que os 825 metros que faltam devem custar em torno de R$ 900 mil. Nos 4,6 km já concluídos foram investidos R$ 5,3 milhões. Com esse dinheiro, a PMJP reformou e uniformizou as calçadas de Tambaú e Cabo Branco. Dos dois lados: primeiro, nas residências, prédios de apartamento e imóveis comerciais; na sequência, a parte que coube ao calçadão propriamente dito, que acolhe maior número de caminhantes.

Os dados obtidos junto às autoridades estaduais sinalizam que a obra vai terminar na rotatória que dá retorno e acesso à Rua da Barreira. Se fosse até a Praça de Iemanjá, daria mais um 1 km de calçadinha renovada. Pelo visto, esse pedaço vai ficar do jeito que o então prefeito Cícero Lucena deixou, quando se despediu do cargo em 2004. Quanto ao prazo para reinício da obra, baseia-se no fato de que uma licitação não demora menos do que 90 dias, do lançamento do edital à assinatura do contrato com a construtora e da ordem de serviço pelo prefeito.

Obra da calçadinha da orla parou, mas PMJP garante retomar em 2017

Reforma da ciclovia também parou no mesmo trecho da calçada