Barra Mansa

O Departamento de Estradas e Rodagens do Estado do Rio de Janeiro (DER-RJ) marcou para a próxima semana a licitação das obras de recapeamento da Estrada Governador Chagas Freitas. O serviço, uma antiga reivindicação da população e do poder público local, vai acontecer, inicialmente, em apenas quatro quilômetros da estrada – o trecho que liga a Bocaininha à Colônia Santo Antônio. A licitação será realizada no dia 28, quarta-feira, às 11h, no prédio do Departamento, no Centro do Rio.

O trecho priorizado já possui asfalto, mas será recapeado devido ás péssimas condições da pista. A previsão é que as obras comecem em maio e o investimento deve chegar a R$ 1,5 milhão.

– Esse trecho será priorizado porque é um local onde já existe asfalto e uma concentração maior da população. Esperamos iniciar os serviços até o próximo mês e assim oferecer mais tranqüilidade aos moradores e motoristas do bairro Colônia – explicou o prefeito Zé Renato (PMDB).

Além dos quatro quilômetros que serão atendidos nesta primeira etapa, a prefeitura fez o pedido para outros seis quilômetros, em outros dois trechos – da Colônia a Rialto e de Água Comprida a Santa Rita de Cássia. De acordo com Zé Renato, os projetos já estão autorizados pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), mas ainda não têm data para começar.

– Pedimos para toda a extensão da estrada, mas este é um projeto grande, por isso não vai ser feito de imediato. Assim que os recursos forem liberados, as obras serão executadas em toda a estrada – garantiu.

No início do mês passado, o prefeito esteve reunido com o presidente do DER, Henrique Ribeiro Alves, no Rio de Janeiro, e pediu uma solução emergencial para a Estrada Governador Chagas Freitas, que se encontra bastante prejudicada, principalmente depois das fortes chuvas que atingiram o município.

O DER já havia anunciado a pavimentação da estrada Colônia – Rialto, que tem cerca de dez quilômetros. No entanto, houve um atraso no processo e a precariedade do trecho fez com que o prefeito, atendendo às constantes solicitações dos moradores, levasse o pedido ao DER.

– Fizemos o pedido e o presidente do DER se comprometeu a nos atender. Como o processo do asfaltamento de toda a estrada até Rialto ainda ia demorar um pouco, sugeri a ele essa saída emergencial, para atender as necessidades do lugar e ele aceitou nosso pedido – disse o prefeito, revelando otimismo com o andamento das obras. “Tem alguns processo legais depois da licitação, mas acredito que em maio os trabalhos já vão começar. E vamos pegar um período muito bom, sem chuvas. Em 120 dias deve estar pronto”, finalizou Zé Renato.