Cotação Eletrônica agiliza compras e contratações pelo governo.

Da Redação
Agência Pará

Interessados em oferecer bens e serviços à gestão pública estadual no Pará tem à disposição a Cotação Eletrônica de Preços, um serviço de informatização que possibilita a redução dos gastos, simplificando e agilizando os processos de compra e contratação governamental. Por esse sistema, em funcionamento desde o dia 1º de junho, órgãos públicos, autarquias, empresas públicas, sociedades de economia mista e fundações vinculados ao Executivo divulgam suas necessidades de bens e serviços, a serem adquiridos ou contratados de forma direta, sem o tradicional processo de licitação.

“Desta forma, o processo de compra do governo estadual se torna mais rápido e transparente, porque reduz a burocracia e facilita a fiscalização dos gastos públicos”, ressalta o coordenador de Compras do Governo, Cleyton Galiza. Ele explica que o sistema de compras diretas da administração pública estadual é semelhante ao de um pregão eletrônico, porém mais simples.

Por meio da Cotação Eletrônica é possível reduzir custos operacionais do Estado e das empresas candidatas a fornecedoras, o que permite a ampliação de participação das microempresas e empresas de pequeno porte nas compras e contratações públicas.

Senha – Para fazer o cadastro, a pessoa deve acessar o site www.compraspara.pa.gov.br, e acionar o link sistema de cotação eletrônica. Para garantir segurança aos fornecedores será fornecida senha e um login, que permitem a efetivação da participação dos candidatos a fornecedores do Estado. A empresa só precisa estar regularizada na Secretaria de Estado de Administração (Sead).

O diretor de Gestão da Cadeia de Suprimento e Serviços Logísticos, Luiz Guilherme Martins, frisa que as empresas precisam conhecer melhor o sistema. “Tem de conhecer as normas da cotação eletrônica – a Lei de Licitações, especialmente o artigo 24, incisos I e II, e o parágrafo único. Assim como o Decreto Estadual nº 2.168/2010 e a Resolução nº 01/2010 da Câmara de Custeio”, acrescenta.

Edna Nunes – Secom

Nenhuma notícia relacionada encontrada.

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acompanhe nossas últimas atualizações